3 de fev de 2012

Supermaia engana sobre Nota Legal do GDF

Pessoal, acessei meu extrato do programa Nota Legal do GDF e notei que o Supermercado Maia está com problemas fiscais, pois o Governo não está me concedendo os créditos referentes às compras que lá fiz.


(clique na figura para ampliá-la)

Vejam só a explicação dada pelo Governo do DF: "Não foi possível atribuir créditos. Devido ao sigilo fiscal, a SEF/DF não está autorizada a informar o motivo da não geração do crédito nos casos em que envolvem informações fiscais do estabelecimento".


Ou seja, o problema parece ser do supermercado (e meu também, pois estou ficando sem meus créditos). Conferi e notei que não tive problemas em outros locais, como se pode ver no extrato abaixo, sendo que em uma compra de R$ 197,88, recebi R$ 13,35 de volta:


(clique na figura para ampliá-la)




Infelizmente, percebi isso muito tarde pra 2011. Mas não pra 2012, não é mesmo?


Fica a dica!

9 comentários:

  1. Moro no lago norte e só compro no super maia que é pertinho da minha casa, e percebi também que nenhuma comprar que fiz nesse supermercado entrou, ela é calculada mas sempre entra "0" (Zero reais). Vou trocar de supermercado. Pois no mínimo deixo lá todo mês R$ 560,00 que é o valor do meu ticket.

    ResponderExcluir
  2. Como na hora da venda o supermercado dava a entender que estava tudo OK junto ao Nota Legal do GDF, em tese cabe ação de indenização por danos materiais contra ele, a ser proposta no Juizado Especial, reivindicando o mesmo valor a que teria direito o consumidor se tudo tivesse transcorrido como previsto, além de um outro valor a título de danos morais.

    ResponderExcluir
  3. Caro Welbio, a Secretaria de Fazenda do DF "perdeu" diversas solicitações de utilização de créditos. Eu, por exemplo, havia acessado o site em janeiro ou fevereiro e não tive meus créditos descontados no IPVA. Descobri por acaso. Havia uma mensagem no site informando que os novos boletos do IPVA só seriam emitidos com o desconto após 14/3/2012. Pois bem. Entrei hoje, dia 19/3/2012, para emitir o boleto e verifiquei que não havia desconto algum. Acessei o site do Nota Legal e o sistema informou que não havia cadastro para o meu CPF. Fiquei indignado! Liguei no 156 para saber o que estava acontecendo e a atendente informou que um problema no sistema fez com que diversas solicitações fossem canceladas e o prazo para solicitar novamente era até 29/2/2012. Quando perguntei se eu tinha que ter "adivinhado" isso tudo, a atendente informou que foi amplamente noticiado na mídia. Custava eles terem enviado um e-mail para os contribuintes nessa situação? Agora perdi o prazo e perdi os créditos. Esse programa Nota Legal é uma farsa e o sistema é dos piores que já vi! Funciona ao bel prazer do GDF e contempla só alguns. E o pior de tudo é que o sistema não fornece comprovantes das solicitações de utilização dos créditos, ou seja, não tenho prova alguma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Samuel, não descarte a possibilidade de demandar o GDF em Juízo, levando-o a arcar com a sua conduta culposa (negligência e imperícia, no mínimo). Se tiver interesse, vc pode requerer atendimento da Defensoria Pública no Metrô da 114 Sul, onde se elabora ações contra a Fazenda Pública (DF, seus órgãos, autarquias e empresas públicas). Se não houver vedação pela Lei Federal n. 12.153/2009, o Juizado Especial de Fazenda Pública pode ser mais acessível e rápido. Veja o endereço aqui: http://bit.ly/FQ7IFf

      Excluir
  4. Obrigado pelas dicas. Vou tentar entrar em juízo.

    ResponderExcluir
  5. Faz isso! Muito inteligente! Entre com ação contra o GDF ou qualquer outro órgão público e verá o inferno que a sua vida vai virar. Será perseguido e cairá na malha fina o tempo todo. Nota Legal é NOTA ILEGAL. Muito me admira que pessoas esclarecidas acreditem nesse programa, que nada mais é do que um BIG BROTHER na vida das pessoas, controlando seus gastos, sendo fiscal de si próprio e apoiando um programa em fase experimental que se a grande maioria aderir, virará programa obrigatório, ou seja ninguém vai poder mais comprar ou vender sem que o fisco saiba de tudo que vc faz com seu dinheiro. Esse desconto é maldito e simplesmente uma farça. Seu CPF é informação pessoal e sigilosa e não deve ser divulgado para ninguém, principalmente para um funcionário de sepermerdado que vc nem sabe quem é e pode muito bem te clonar sabendo seu CPF e suas características físicas. Com o CPF de uma pessoa se descobre TUDO a respeito de uma pessoa e uma pessoa mal-intensionada pode se passar por vc, fazendo um RG com seus dados pessoais. Não divulgue seu CPF para ninguém. Alías, deveria existir um lei, como nos EUA proibindo empresas de solicitarem CPF de forma verbal ou via telefone.

    ResponderExcluir
  6. Atênção também para as notas do Carrefour. Faço muitas compras lá e nenhuma das notas são apresentadas.

    ResponderExcluir
  7. ESSE GOVERNO É UM CARA DE PAU! TEMOS QUE SAIR AS RUAS, IR EM FRENTE A CASA DELE E QUEBRAR TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. DENUNCIEI O MERCADO SUPERMAIA DE TAGUATINGA SUL/DF QUE AS CARNES FICAM EM UM FRIGORIFICO PODRE EM INSTALAÇÕES COMPLETAMENTE INADEQUADAS, DENUNCIEI A VIGILANGIA SANITARIA DE TAGUATINGA/DF E A REDE GLOBO. NINGUEM FAZ NADA. POR ISSO APOIO QUE ESSES HERÓIS QUE SAEM A RUAM VÃO PRA ESSES LUGARES E QUEBREM TUDO MESMO, PRINCIPALMENTE SE FOR EM FRENTE A CASA DO GOVERNADOR AGNELO.

    ResponderExcluir